Arquivo

Visita técnica de psicologia – Alunos da FAJ

Nos dias 6 e 20 de maio ocorreram mais duas visitas técnicas de alunos de psicologia às dependências do Instituto Bairral. Nas duas oportunidades foram recebidos alunos do 5º e 9º semestres da Faculdade de Jaguariúna (FAJ). Essas visitas fazem parte do “Programa de Visitas ao Hospital” e têm como objetivo fornecer ao estudante uma experiência mais prática e de observação de como funciona o tratamento do paciente psiquiátrico. Os estudantes são sempre acompanhados por um professor de seu curso e recebidos por duas de nossas psicólogas, que se encarregam de com eles percorrer as unidades externas do hospital pela manhã (Mirante, Vivenda, Estância, Esplanada, Recanto e Vale Verde) e Prédio Central (serviço SUS) à tarde. As psicólogas, além de mostrar as instalações físicas, esclarecem sobre os perfis dos pacientes atendidos em cada setor, os programas terapêuticos e as funções dos psicólogos. Os alunos têm um espaço para esclarecer dúvidas, desmistificar preconceitos, informar-se sobre as atividades desempenhadas pelo psicólogo, além de conhecer a filosofia e valores de nossa instituição. O Setor de Psicologia valoriza muito essas oportunidades e está de portas abertas para receber os estudantes que tenham interesse em conhecer o Instituto Bairral e o trabalho do psicólogo na entidade.

Visitas técnicas de alunos de psicologia às dependências do Instituto Bairral.

Visitas técnicas de alunos de psicologia às dependências do Instituto Bairral.

Médicas concluem Curso de Aperfeiçoamento em Psiquiatria Geriátrica

A Dra. Ana Maria Garcia Mendes Rodrigues e a Dra. Francelma Freitas, médicas psiquiatras responsáveis, respectivamente, pelos setores Estância e Vale Verde do Instituto Bairral, concluíram o Curso de Aperfeiçoamento em Psiquiatria Geriátrica na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), que transcorreu de abril de 2015 a abril de 2016. Nesse curso foram abordados aspectos demográficos e clínicos do envelhecimento; etiologia, clínica e tratamento das síndromes demenciais; além do estudo de todos os transtornos psiquiátricos, com as peculiaridades de sua apresentação na terceira idade. Foram estudados ainda temas da Psiquiatria Forense relacionados com questões legais frequentes no acompanhamento de pacientes idosos e questões éticas e filosóficas ligadas à terminalidade da vida.

Estância e Vale Verde são duas unidades de tratamento destinadas ao atendimento em Psicogeriatria. O Instituto Bairral acredita que a constante atualização de seus profissionais é fundamental para que os pacientes recebam um tratamento de elevado padrão ético e científico.

Dra. Ana Maria Garcia Mendes Rodrigues, médica psiquiatra do Instituto Bairral.

Dra. Ana Maria Garcia Mendes Rodrigues, médica psiquiatra do Instituto Bairral.

CEPAB e Violência e sua Repercussão na Saúde Mental

O Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (CEPAB) tem promovido encontros mensais de alto nível, sobretudo por trazer temas extremamente relevantes do ponto de vista da saúde pública e em consonância com o contemporâneo universo brasileiro e internacional.

No mês de abril de 2016 foi abordada a temática “Violência e sua repercussão na saúde mental” em palestra proferida pela médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl (supervisora da residência de psiquiatria do Instituto Bairral e atual presidente do CEPAB) e pelo médico-residente do segundo ano Dr. Leonardo Afonso dos Santos.

Os dois profissionais mostraram que, no mundo, mais de 1,3 milhão de pessoas são afetadas pelas diversas formas de violência (interpessoal, autodirigida e coletiva). Esta violência corresponde a 2,5% da mortalidade global. Entre pessoas de 15 a 44 anos a violência é a quarta causa de morte. Além disso, chamaram a atenção para o fato de que uma em cada três mulheres no mundo sofre violência por parte de seu parceiro íntimo. Globalmente, 7% das mulheres sofrem abuso sexual por terceiros que não são seus parceiros íntimos. E mais: 1 em cada 4 crianças no mundo é abusada fisicamente;  e 1 em cada 17 idosos já foi vítima de violência. Globalmente, mais de 500 jovens são assassinados por dia.

A importância destes números reside no aumento dos custos sociais com cuidados em saúde (em emergências e reabilitação), além do custo com previdência social, ausência no trabalho e na escola; perda de produtividade, desestruturação familiar e pessoal; perda da qualidade de vida entre adolescentes e jovens; fator impeditivo do planejamento familiar, morbidade e alta mortalidade, dentre outros.

Os médicos discutiram os tipos de violência, incluindo a violência racial, o terrorismo e a violência sexual, mostrando que, na verdade, estamos diante de “violências no plural”. Trata-se de um fenômeno de saúde amplo e complexo, com dimensões globais e consequências duradouras para a vida das pessoas e com alto custo social. A violência é passível de prevenção. Mas, infelizmente, os países ainda investem muito pouco em políticas púbicas que reduzam estes danos. A Dra. Alessandra Diehl mencionou que “a violência atinge o que se tem de mais valioso: a nossa dignidade”. Acrescentou que, apesar da Lei Maria da Penha ser um marco jurídico importante dentro do movimento de ativismo contra a violência contra a mulher no Brasil, sabemos que 10 anos depois da lei ter sido sancionada não houve impacto no número de assassinatos de mulheres no Brasil. Já o Dr. Leonardo Afonso lembrou líderes como Martin Luther King, Nelson Mandela, Malala, Gandhi e outros tantos que educavam para a paz em busca da prevenção da violência e a promoção de respeito, tolerância, busca de dignidade, por apegos que valorizam o humano e por projetos de vida que incluem o amor.

Dr. Leonardo Afonso dos Santos (R2 em psiquiatria do Instituto Bairral) e Dra. Alessandra Diehl (atual presidente do CEPAB).

Dr. Leonardo Afonso dos Santos (R2 em psiquiatria do Instituto Bairral) e Dra. Alessandra Diehl (atual presidente do CEPAB).

Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do CEPAB discutiu “O Homem dos Ratos”

O novato Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP), uma atividade extra que recebe o apoio do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (CEPAB), vem se reunindo, desde o ano passado, uma quinta feira por mês para discutir temas relacionados com as obras dos principais psicanalistas mundiais. No mês de maio o grupo resolveu reunir-se num espaço de café conhecido na cidade de Itapira para aproveitar o ambiente aconchegante e o friozinho da estação. O tema deste encontro foi “O Homem dos Ratos”, da obra de Freud. Trata-se de um caso de neurose obsessiva atendido por Freud, cujo fantasma ou argumento imaginário que levou o paciente a procurar análise foi o impacto causado pela narração de um tipo de tortura provocado pela penetração de ratos no reto de um indivíduo. Este fantasma não desencadeia a sua neurose, mas suscita a angústia, além de apontar para algo que pode ser encontrado em vários temas trazidos por este paciente. O caso ficou sendo atendido por 11 meses, teve remissão completa de sintomas e sem reagudizações. A médica psiquiatra Dra. Viviane Franco (plantonista do Instituto Bairral e supervisora da residência médica em psiquiatria do hospital) foi a mediadora das discussões, tendo trazido um vídeo bastante interessante sobre a narrativa das sessões descritas por Freud. O grupo ressalta que tem aceitado novos integrantes e que os interessados podem entrar em contato o R2 Dr. Alexandre Tzermias (monitor do GEP) para obter informações sobre cronograma, material e local de reuniões.

Dra. Viviane Franco, Dra. Alessandra Diehl e Dra. Ana Maria Garcia Mendes, supervisoras dos médicos-residentes do Instituto Bairral, e os residentes de psiquiatria no GEP de maio de 2016.

Dra. Viviane Franco, Dra. Alessandra Diehl e Dra. Ana Maria Garcia Mendes, supervisoras dos médicos-residentes do Instituto Bairral, e os residentes de psiquiatria no GEP de maio de 2016.

Simpósio Internacional Mente-Cérebro

Ocorreu no dia 30 de abril, nas dependências do Centro de Convenções Rebouças, na cidade de São Paulo, o Simpósio Internacional Mente-Cérebro. O evento foi promovido pelo NUPES – Núcleo de Pesquisa em Espiritualidade e Saúde da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e pelo Instituto de Psiquiatria (IPq) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Estiveram presentes, pelo Instituto Bairral, a médica psiquiatra Dra. Taís Moriyama, responsável pela cadeira de Psiquiatria do Desenvolvimento no programa de residência médica do Bairral e pelo Ambulatório de Saúde Mental do hospital, Maurício Landre, coordenador técnico da Comunidade Terapêutica Rural Santa Carlota, e o Diretor Superintendente Nivaldo José Caliman. Marcaram presença, também, os nossos médicos-residentes Drs. Alexandre Portaro Tzermias e Leonardo Afonso dos Santos.

O Simpósio Mente-Cérebro teve como foco principal a procura de respostas sobre a essência da natureza humana. Vários pesquisadores nas áreas de psiquiatria, psicologia, filosofia e neurociência enveredaram por diferentes caminhos à procura de parâmetros confiáveis. A questão que vem intrigando a humanidade há séculos é se a mente e nossa personalidade seriam produtos do cérebro, resultados exclusivamente de processos físico-químicos, ou se existiria algo transcendente. Grandes estudiosos da área, como o Dr. Wilson Pollara, do HC-FMUSP, Prof. Saulo Freitas Araújo, da UFJF, Prof. Paulo Dalgalarrondo, da UNICAMP, Prof. Geraldo Bussato Filho, da FMUSP, e Prof. Mário Beauregard, da Universidade do Arizona (EUA), entre outros, abrilhantaram o evento.

O Simpósio é parte do projeto “Debate mente-cérebro na psiquiatria contemporânea”, financiado pela Universidade de Oxford (EUA) e promovido pelo NUPES, em parceria com o Departamento de Psiquiatria da USP.

Maurício Landre, coordenador técnico da Comunidade Terapêutica Rural Santa Carlota, e o Diretor Superintendente Nivaldo José Caliman, presentes no Simpósio Internacional Mente-Cérebro.

Maurício Landre, coordenador técnico da Comunidade Terapêutica Rural Santa Carlota, e o Diretor Superintendente Nivaldo José Caliman, presentes no Simpósio Internacional Mente-Cérebro.

Página 1 de 10412345...102030...Last »