Arquivo

Carnaval na Esplanada

O carnaval no setor Esplanada, uma das unidades de tratamento do Instituto Bairral de Psiquiatria, foi bastante animado. A folia iniciou-se na segunda- feira de carnaval pela manhã, quando a grande maioria dos pacientes ficou envolvida com a confecção de máscaras, enquanto o grupo de culinária preparava o lanche, oferecido pelo setor de Nutrição e Dietética para ser servido após o baile. À tarde aconteceu o animado baile de máscaras, no qual os foliões dançaram bastante, demonstraram grande animação e alegria e depois saborearam o sanduíche de metro e a gelatina. Na terça-feira a folia continuou no período da manhã com um “Qual é a música?” de marchinhas e à tarde com a participação no animado baile de carnaval das demais unidades externas do hospital.

Equipe técnica da esplanada durante festa de carnaval no setor.

Equipe técnica da esplanada durante festa de carnaval no setor.

Confraternização de Natal no Programa de DQ

A dependência química (DQ) é uma doença crônica e recorrente, e acarreta sérias consequências pessoais e sociais para o futuro dos jovens e de toda a sociedade. Uma vez estabelecida a dependência, o usuário acaba priorizando o uso da substância em detrimento de outras atividades e obrigações. Essa relação com a substância é marcada por perdas e prejuízos que atingem não somente o dependente, mas todos que, direta ou indiretamente, têm relações com ele, em especial seus familiares. Estes sofrem por serem vistos como corresponsáveis pela formação dos filhos, estando diretamente atrelados ao seu desenvolvimento saudável ou doentio. Tornam-se comuns o agravamento dos conflitos, o rompimento dos vínculos e principalmente as dificuldades dos familiares em lidar com a dependência química.

Pensando no resgate desses vínculos, foi realizada uma confraternização de Natal com os familiares, funcionários e pacientes do programa de DQ do Prédio Central (setor SUS) do Instituto Bairral, com o objetivo de integrá-los, promovendo a vivência dessa data festiva de forma saudável.

A programação iniciou-se com a exibição de um vídeo motivacional, abordando a proposta e as etapas de evolução do tratamento, ilustradas por meio de fotos da rotina de atividades dos pacientes, e foi finalizada com a apresentação da equipe multidisciplinar.

Os pacientes se organizaram previamente para a apresentação do coral, atividade que já é realizada semanalmente como parte do programa terapêutico. Elaboraram cartas de agradecimento enfatizando a importância da presença da família para o sucesso do tratamento, e também para Deus, promovendo o resgate da espiritualidade.

Ao final foi realizado um lanche da tarde e entregues as lembranças de Natal, confeccionadas pelos próprios pacientes na Terapia Ocupacional.

Houve boa adesão dos familiares e envolvimento dos pacientes, com reflexo positivo na evolução do tratamento.

Confraternização de Natal com os familiares, funcionários e pacientes do programa de DQ do Prédio Central (setor SUS) do Instituto Bairral.

Confraternização de Natal com os familiares, funcionários e pacientes do programa de DQ do Prédio Central (setor SUS) do Instituto Bairral.

Confraternização de Natal com os familiares, funcionários e pacientes do programa de DQ do Prédio Central (setor SUS) do Instituto Bairral.

Confraternização de Natal com os familiares, funcionários e pacientes do programa de DQ do Prédio Central (setor SUS) do Instituto Bairral.

Hortoterapia para dependentes químicos em processo de tratamento

A equipe do 4.° Andar da Seção Masculina (Prédio Central – SUS) do Instituto Bairral, ala destinada ao tratamento de desintoxicação e motivação de dependentes químicos, tem desenvolvido a atividade de hortoterapia com os pacientes desse setor, sob a coordenação da terapeuta ocupacional Aline Coraça e do enfermeiro Jose Alex Vicente. Ao que tudo indica, a hortoterapia é uma ferramenta que, como uma atividade terapêutica, nasceu antes mesmo da Psiquiatria estruturar-se como ciência propriamente dita, pois já era utilizada nos séculos XVIII e XIX como coadjuvante na melhora de sintomas negativos de pacientes psiquiátricos. Há relatos anedóticos de que o pintor holandês Vincent Van Gogh teve muitas de suas telas inspiradas nos jardins e culturas com os quais teve contato no hospital onde esteve internado. Isto porque o cultivo de plantas e o trabalho de jardinagem proporcionam o desenvolvimento de uma série de habilidades que podem estar comprometidas na doença da dependência química, tais como a concentração, a perseverança, a paciência, a serenidade, a interação afetiva com algo produtivo e o trabalho solidário em equipe, promovendo bem-estar, redução da ansiedade, aumentando funções sociais e fortalecendo estruturas físicas. Assim, o processo como um todo estabelece também uma resposta emotiva positiva que suscita do produto final criado pelos próprios protagonistas desta “obra”.

Terapeuta Ocupacional Aline Coraça e Monitor Romano

Terapeuta Ocupacional Aline Coraça e Monitor Romano

Monitor Romano aguando um dos canteiros.

Monitor Romano aguando um dos canteiros.

O Poder da Expressão no Processo de Recuperação

Assim como em outros setores do Instituto Bairral de Psiquiatria, a Terapia Ocupacional do 4.° Andar da Seção Masculina (ala destinada ao tratamento de dependentes químicos masculinos atendidos pelo convênio SUS) ocupa um espaço de bastante destaque e importância dentro das equipes multidisciplinares na atenção prestada às pessoas em tratamento, somando especificidades de saberes e integrando cuidados dentro das diversas necessidades dos pacientes psiquiátricos hospitalizados. Em especial na dependência química, chamam a atenção as telas como mais uma das possibilidades de ampliar o repertório de capacidade expressiva de sentimentos diversos e afetos dos pacientes além do espaço verbal. A seguir, algumas das produções de nossos pacientes.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Telas pintadas por pacientes do Instituto Bairral.

Curso de Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade – NR 10 (Reciclagem)

Em 15 de outubro foi realizado no Instituto Bairral de Psiquiatria o Curso de Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade – NR 10 (Reciclagem), com carga horária de 8 horas, ministrado pelos instrutores Luís Fernando dos Santos e Rogério Andrade, do Grupo Face Treinamentos e Equipamentos de Segurança.

O treinamento contou com a presença de dois eletricistas e do Coordenador de Manutenção e objetivou o preparo dos mesmos quanto aos procedimentos com segurança quando trabalhando em instalações e serviços em eletricidade. Na parte teórica foram abordados os seguintes temas: segurança com eletricidade, segurança no trabalho, proteção e combate a incêndio e primeiros socorros. Na parte prática os treinandos puderam manusear extintores frente ao possível risco de princípio de incêndio, e em relação aos primeiros socorros estudaram técnicas para remoção e transporte de acidentados e reanimação cardiopulmonar (RCP).

Esse treinamento foi acompanhado por Paulo Sérgio da Rocha, Técnico de Segurança do hospital, e coordenado pelo Setor de Recursos Humanos e Departamento de Segurança.

Funcionários do Instituto Bairral e instrutores do curso NR-10.

Funcionários do Instituto Bairral e instrutores do curso NR-10.

Funcionários do Instituto Bairral durante treinamento.

Funcionários do Instituto Bairral durante treinamento.

Instrutor durante treinamento.

Instrutor durante treinamento.

Página 1 de 8212345...102030...Last »