Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Campanhas’

Comemoração do Mês do Idoso no Instituto Bairral

No dia 1.° de outubro comemora-se o Dia Internacional do Idoso, data reservada para se pensar sobre as questões fundamentais do idoso, tais como os princípios apregoados pela Organização das Nações Unidas (ONU) de assistência, integração e participação na sociedade. Além disso, em 2003 passou a vigorar o Estatuto do Idoso, trazendo reflexões sobre a realidade do idoso quanto à saúde, convívio familiar, sexualidade, aposentadoria, etc.

Como forma de prestar homenagem a estas conquistas, diferentes atividades foram programadas para os pacientes do setor Estância, uma das unidades de tratamento do Instituto Bairral de Psiquiatria, que é voltada ao tratamento da população geriátrica. Foram oferecidos baile com integração entre os demais setores do hospital sob o comando de um DJ e lanche especial com cardápio sugerido pelos próprios pacientes, sendo servida pizza após uma homenagem produzida por eles para assinalar a data.

Com o intuito de promover e estimular a solidariedade e integração entre os pacientes em diferentes fases do tratamento e necessidades, ocorreu a apresentação de um coral no setor Vale Verde, outra das unidades de tratamento do Instituto Bairral de Psiquiatria e também destinada a pacientes geriátricos.

No dia 7 de outubro a assistente social Tânia Maria Molinari proferiu uma palestra na qual trouxe aos pacientes a discussão de pontos fundamentais para a manutenção da qualidade de vida e direitos dos idosos a partir de seus conhecimentos e formação. Além disso, os pacientes realizaram uma visita à Estação de Tratamento de Água (ETA) que se localiza dentro das dependências do hospital e participaram da inauguração da nova área da churrasqueira do setor em um almoço de integração entre pacientes e funcionários.

Na comemoração do mês do Idoso,diferentes atividades foram programadas para os pacientes do setor Estância.

Na comemoração do mês do Idoso,diferentes atividades foram programadas para os pacientes do setor Estância.

Combate à Dengue

Buscando conscientizar pacientes e funcionários sobre a gravidade do problema que estamos enfrentando com relação à dengue, chikungunya e zika, a equipe da Esplanada, uma das unidades de tratamento do Instituto Bairral, promoveu uma semana informativa abordando esse tema. Tudo aconteceu de uma maneira bastante interativa. No primeiro dia todos assistiram a uma palestra proferida pela enfermeira Roberta, que apresentou informações e dados históricos dos primeiros registros da dengue no Brasil e apontou as principais diferenças entre os sintomas da dengue, da chikungunya e da zika, e ainda enfatizou as principais formas de combate ao mosquito transmissor.

No decorrer da semana, os pacientes foram divididos em grupos e elaboraram um trabalho de psicoeducação no qual continuaram pesquisando e aprimorando seus conhecimentos sobre o assunto, confeccionando cartazes explicativos a respeito. No terceiro dia realizou-se uma gincana em que os grupos primeiramente apresentaram seus cartazes e explicaram de modo bastante esclarecedor tudo o que haviam pesquisado; em seguida os funcionários foram convidados pelos integrantes dos grupos para representar suas equipes e responder questões relacionadas com o problema. Para finalizar, no ultimo dia pacientes e funcionários realizaram um mutirão visando a descobrir possíveis focos de criadouro do mosquito. Foi uma semana produtiva e gratificante, na qual se constatou pleno envolvimento de todos durante a realização das atividades. Deixamos aqui o registro da frase de um paciente: “Dengue: sua omissão pode ser fatal; nós estamos fazendo a nossa parte, e você?”.

Pacientes e equipe do setor Esplanada, recebendo informação sobre a dengue.

Pacientes e equipe do setor Esplanada, recebendo informação sobre a dengue.

Bloco “Xô, Mosquito!” contra a dengue envolve todo o Instituto Bairral

No dia 9 de fevereiro, terça-feira de carnaval, foi realizada uma varredura por todo o Instituto Bairral, numa grande campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti. A maioria dos funcionários e também os pacientes se envolveram nesse propósito, que durou todo o período da manhã, na qual, munidos de luvas e sacos de lixo, todos integrados recolheram os possíveis focos de criação do mosquito. A alegria estava estampada no rosto dos pacientes, que fizeram da terça-feira de carnaval um momento de descontração, de trabalho em equipe e, acima de tudo, de conscientização. Vários locais de difícil acesso dentro do hospital foram vistoriados, assim como os espaços terapêuticos, campos de futebol, barrancos, etc. Foi uma atividade de grande conscientização para todos, e o Instituto Bairral não poderia estar fora desse movimento, pois preza pela saúde física e mental de seus pacientes e também de seus funcionários. Como resultado, salienta-se o setor de Dependência Química do Prédio Central, que recolheu mais de 150 kg de entulho! Com isso, a campanha atingiu seu objetivo de mobilização e conscientização contra a dengue, zika vírus e chikungunya, e será repetida em outras oportunidades, principalmente neste momento mais crítico e de risco.

Terapeutas Ocupacionais e psicólogas participaram da campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Terapeutas Ocupacionais e psicólogas participaram da campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Funcionários durante campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Funcionários durante campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Funcionários durante campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Funcionários durante campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Funcionários reunidos após campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Funcionários reunidos após campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

CEPAB finaliza ciclo de atualização em HIV e AIDS

O mês de outubro foi bastante movimentado para as atividades do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (CEPAB), isto porque os participantes puderam debater de forma multidisciplinar as dimensões clínicas, psicológicas, sociais, psiquiátricas, éticas e legais relacionadas com o tema HIV/AIDS em duas mesas-redondas realizadas nos dias em 6 e 20 de outubro.

A Dra. Alessandra Diehl, médica psiquiatra do Instituto Bairral, abordou a evolução histórica de aproximadamente 30 anos após a grande epidemia de HIV e AIDS no Brasil e no mundo, contextualizando a questão do estigma, do preconceito, da mobilização da sociedade civil em prol de pesquisas e tratamento para o portador de HIV e da AIDS, além dos novos contextos, desafios e paradigmas da doença no mundo contemporâneo. Ela ressaltou que a cada hora, no mundo, um adolescente é infectado pelo vírus HIV segundo dados na UNICEF/UNIADS, e que especialmente este público não vivenciou os anos 80, quando ter o vírus HIV era sinônimo de uma “sentença de morte”, e hoje muitos adolescentes tendem à banalização de medidas preventivas de sexo seguro alegando existir tratamento. A Dra. Alessandra comentou: “É fato que existe tratamento e os portadores da doença atualmente tem uma excelente sobrevida, mas os medicamentos chamados de antirretrovirais não são qualquer medicamento, visto que há uma série de efeitos colaterais difíceis de serem tolerados, além de ser preciso tomar remédio a vida toda”.

O Dr. Marcel Nunes, médico psiquiatra da Vivenda, uma das unidades de tratamento do Instituto Bairral, focalizou os aspectos neuropsiquiátricos do vírus HIV dentro das perspectivas de investigação e manejo clínicos.

A enfermeira Beatriz Zancheta trouxe as atualizações de medidas preventivas e procedimentos pós-exposição ao vírus.

À psicóloga Daiane Sartorelli, coube a explanação sobre a importância do acolhimento e atitude empática e humana no momento da comunicação do diagnóstico de soropositividade, além da descrição das fases psicológicas pelas quais em geral qualquer portador de doença crônica passa.

A assistente social Andreia Madruga exibiu um vídeo do Ministério da Saúde bastante elucidativo sobre os aspectos sociais do portador do vírus HIV, e também expôs os direitos adquiridos do paciente, os quais incluem principalmente o direito ao tratamento com medicações e assistência menos burocratizada, como já ocorre em nosso país.

O Dr. Marcelo Ortiz, diretor técnico do Instituto Bairral, finalizou a programação abordando os aspectos éticos e legais  relacionados ao atendimento do portador do vírus HIV, seus direitos e seus deveres dentro da ótica da nossa legislação, da Constituição Federal e do Conselho Federal de Medicina.

O auditório do Centro de Educação Continuada do Instituto Bairral, que abrigou as explanações e os debates, ficou lotado nos dois dias, observando-se muita interação entre os participantes e os palestrantes, com perguntas, comentários, duvidas e propostas para a nossa realidade.

Dra. Alessandra Diehl, abordando epidemia HIV e AIDS no Brasil durante encontro do CEPAB.

Dra. Alessandra Diehl, abordando epidemia HIV e AIDS no Brasil durante encontro do CEPAB.

Enfermeira BEatriz Zancheta, Dr. Marcel Nunes e Dra. Alessandra Diehl.

Enfermeira BEatriz Zancheta, Dr. Marcel Nunes e Dra. Alessandra Diehl.

Psicóloga Daiane Sartorelli, Assistente Social Andreia Madruga e Dr. Marcelo Ortiz.

Psicóloga Daiane Sartorelli, Assistente Social Andreia Madruga e Dr. Marcelo Ortiz.

CEPAB apoia campanha da ABP sobre prevenção ao suicídio do Setembro Amarelo

O Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (CEPAB), uma das federadas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), realizou no mês de setembro no Instituto Bairral de Psiquiatria algumas atividades dirigidas a apoiar a campanha da ABP no chamado “Setembro Amarelo”. Trata-se de um mês dedicado a atividades que reforçam a importância de se falar sobre o suicídio, esta importante questão de saúde pública que afeta milhões de pessoas no mundo todo.  Para tanto, uma das atividades foi a palestra seguida de debate informado conduzida pela psiquiatra Dra. Viviane Franco, médica psiquiatra do Instituto Bairral, realizada no dia 29 de setembro, a qual trouxe atualizações sobre o suicídio oriundas principalmente do mais recente relatório produzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) intitulado “The first WHO World Suicide Report – Preventing suicide: a global imperative”, publicado em 2014. Alguns destaques desse documento:

  • A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo.
  •  A cada 3 segundos uma pessoa atenta contra a própria vida em algum lugar do mundo.
  • O suicídio gera um sério impacto em pelo menos outras seis pessoas.
  • A idade média dos indivíduos que cometem suicídio está diminuindo.
  • 60% a 75% dos pacientes que cometeram suicídio procuraram um médico 1 a 6 meses antes de se suicidarem.
  • A ideia de que “quem fala não faz” não é verdadeira no que diz respeito às tentativas de suicídio.
  • Mulheres tentam mais suicídio que homens.
  • Nos homens as tentativas são mais graves, mais brutais e mais bem-sucedidas do que em mulheres.
  • 90% dos que tentam suicídio avisam antes.
  • Uma primeira tentativa tem 30% a mais de chances de se repetir do que quem nunca tentou.
  • Quanto mais planejado o suicídio, mais perigoso no sentido de haver novas tentativas.
  • Dependência de álcool/drogas aumenta o risco de suicídio em até 50%.
  • Acredita-se que anualmente cerca de 4 milhões de adolescentes tentam suicídio e pelo menos 100.000 obtêm êxito.
  • As meninas parecem tentar mais que os meninos, o que é frequentemente associado a sintomas depressivos e uso e abuso de substâncias psicoativas
  • Adolescentes gays e lésbicas são 7 vezes mais propensos a cometer suicídio.
  • A cada 5 horas um adolescente LGBT tenta suicídio no mundo.

Dignidade humana é também ter tratamento para saúde mental adequado. Isto evita e previne suicídio. Daí a importância do adequado treinamento das equipes de saúde como elemento essencial para reconhecer e manejar situações de tentativas de suicídio.

Dra. Viviane Franco, Médica Psiquiatra do Instituto Bairral

Dra. Viviane Franco, Médica Psiquiatra do Instituto Bairral