Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Notícias’

Publicação de artigo científico

A Revista Unopar Científica – Ciências Biológicas e da Saúde publicou em sua edição de novembro de 2015 (vol. 17, n.° 4) artigo científico do enfermeiro Marco Aurélio Tosta Longo, do Instituto Bairral de Psiquiatria, intitulado “A Dependência de Substâncias Psicoativas na Perspectiva da Comunidade Terapêutica”. Nesse trabalho o autor faz uma revisão da literatura sobre o tema, abordando aspectos clínicos, epidemiológicos, critérios diagnósticos e como o modelo e a metodologia adotados por esses serviços – as comunidades terapêuticas – promovem mudanças do estilo de vida e da identidade pessoal do indivíduo usuário de substâncias psicoativas, favorecendo sua reabilitação e recuperação.

Segurança do Paciente e as 6 Metas Internacionais

Em busca de melhorias contínuas, as instituições da área de saúde estão cada vez mais envolvidas com o tema “Segurança do Paciente”, que vem sendo desenvolvido sistematicamente desde a criação, pelo Ministério da Saúde, do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP), por meio da Portaria MS/GM n.° 529, de 1.° de abril de 2013, junto com a RDC n.° 36/2013/Anvisa, normativos legais que preveem a criação dos Núcleos de Segurança do Paciente (NSPs) nas instituições para promover e apoiar as iniciativas voltadas à segurança do paciente.

É nesse cenário que o Instituto Bairral de Psiquiatria vem acompanhando e implementando inovações para que nosso serviço ofereça atendimento com qualidade e segurança aos pacientes.

Nesse contexto foi formado o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) em outubro de 2015, composto pelos colaboradores Dr. Marcelo Ortiz de Souza (Diretor Técnico), Andreia Aparecida Bellini de Souza (Coordenadora Administrativa), Josi Aparecida Sartorelli Miranda de Araújo (Coordenadora da Farmácia), Ricardo Tambelini Veiga (Engenheiro do Trabalho), Carla Soares de Campos Sartorelli Sartori (Coordenadora do Serviço de Nutrição e Dietética), José Alex Vicente (Coordenador de Enfermagem), Tamara Silvestrin Rogato Bayod (Supervisora de Enfermagem), Beatriz Juliana Zancheta (Enfermeira), Danieli Cristina Bellini (Enfermeira) e Roberta Couto Rossi (Enfermeira), com apoio da Diretoria Administrativa.

O NSP tem o objetivo de contribuir para a melhoria da assistência humanizada e tecnológica, visando à disseminação sistemática da cultura de segurança, promovendo a articulação e a integração dos processos de gestão de risco e qualidade, buscando a excelência das boas práticas de atenção e cuidados aos pacientes.

Para que todos do NSP estejam preparados para o novo desafio, recentemente o grupo participou do curso de atualização “Segurança do Paciente e as 6 Metas Internacionais”, promovido pela área de ensino do Instituto de Ensino do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo (SP). Este curso desenvolveu-se no período de outubro a dezembro/15, com aulas semanais on line, compreendendo o conteúdo didático, questionários e a promoção de fóruns para interação com todos os participantes de diversas outras instituições, constituindo uma oportunidade de troca de experiências e benchmarking sobre os assuntos estudados.

Esse evento contribuiu para que o NSP inicie os trabalhos com base suficiente para empreender iniciativas voltadas à segurança do paciente, com a instância promotora de prevenção, controle e mitigação de eventos adversos no nosso serviço.

Logotipo do Núcleo de Segurança do Paciente

Logotipo do Núcleo de Segurança do Paciente

CEPAB apoia campanha da ABP sobre prevenção ao suicídio do Setembro Amarelo

O Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (CEPAB), uma das federadas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), realizou no mês de setembro no Instituto Bairral de Psiquiatria algumas atividades dirigidas a apoiar a campanha da ABP no chamado “Setembro Amarelo”. Trata-se de um mês dedicado a atividades que reforçam a importância de se falar sobre o suicídio, esta importante questão de saúde pública que afeta milhões de pessoas no mundo todo.  Para tanto, uma das atividades foi a palestra seguida de debate informado conduzida pela psiquiatra Dra. Viviane Franco, médica psiquiatra do Instituto Bairral, realizada no dia 29 de setembro, a qual trouxe atualizações sobre o suicídio oriundas principalmente do mais recente relatório produzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) intitulado “The first WHO World Suicide Report – Preventing suicide: a global imperative”, publicado em 2014. Alguns destaques desse documento:

  • A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo.
  •  A cada 3 segundos uma pessoa atenta contra a própria vida em algum lugar do mundo.
  • O suicídio gera um sério impacto em pelo menos outras seis pessoas.
  • A idade média dos indivíduos que cometem suicídio está diminuindo.
  • 60% a 75% dos pacientes que cometeram suicídio procuraram um médico 1 a 6 meses antes de se suicidarem.
  • A ideia de que “quem fala não faz” não é verdadeira no que diz respeito às tentativas de suicídio.
  • Mulheres tentam mais suicídio que homens.
  • Nos homens as tentativas são mais graves, mais brutais e mais bem-sucedidas do que em mulheres.
  • 90% dos que tentam suicídio avisam antes.
  • Uma primeira tentativa tem 30% a mais de chances de se repetir do que quem nunca tentou.
  • Quanto mais planejado o suicídio, mais perigoso no sentido de haver novas tentativas.
  • Dependência de álcool/drogas aumenta o risco de suicídio em até 50%.
  • Acredita-se que anualmente cerca de 4 milhões de adolescentes tentam suicídio e pelo menos 100.000 obtêm êxito.
  • As meninas parecem tentar mais que os meninos, o que é frequentemente associado a sintomas depressivos e uso e abuso de substâncias psicoativas
  • Adolescentes gays e lésbicas são 7 vezes mais propensos a cometer suicídio.
  • A cada 5 horas um adolescente LGBT tenta suicídio no mundo.

Dignidade humana é também ter tratamento para saúde mental adequado. Isto evita e previne suicídio. Daí a importância do adequado treinamento das equipes de saúde como elemento essencial para reconhecer e manejar situações de tentativas de suicídio.

Dra. Viviane Franco, Médica Psiquiatra do Instituto Bairral

Dra. Viviane Franco, Médica Psiquiatra do Instituto Bairral

Médicos-Residentes do Bairral concorrerão a prêmio

Com o tema “Eletroconvulsoterapia: mitos e verdades”, os médicos-residentes do segundo ano de Psiquiatria do Instituto Bairral foram selecionados para participar da final da II Mostra Competitiva de Vídeos do XXXIII Congresso Brasileiro de Psiquiatria promovido pela Associação Brasileira de Psiquiatria, que será realizado de 4 a 7 de novembro p.f. em Florianópolis (SC). A ideia de fazer um documentário sobre a eletroconvulsoterapia surgiu de uma conversa informal dos médicos-residentes com a psiquiatra e preceptora da Residência Médica do Instituto Bairral, Dra. Viviane Franco, que os incentivou a participar da competição tentando levar um tema que pudesse ser ao mesmo tempo relevante do ponto de vista científico e que tivesse um alcance social em desmistificar o procedimento da eletroconvulsoterapia, visto que ainda nos dias atuais esta ferramenta tão útil no arsenal terapêutico da psiquiatria sofre de preconceito e desinformação, sendo muitas vezes retratada pela mídia como “um método de tortura” e “agressivo” para os portadores de doença mental grave. Participaram da elaboração a Dra. Érica Maia, que cuidou da direção do filme e da pesquisa do tema, a Dra. Anita Fonseca, roteirista, o Dr. Rafael Mairinque, redator do texto, e os Drs. Aldo Casarotto, Iuri Barbieri Dominici e Murilo Galvão, que cuidaram da edição do vídeo. Para a R2 Érica Maia, “o vídeo tem por finalidade atingir o púbico leigo e não o especialista da área; além disso, acredito ser esta uma excelente oportunidade para divulgar um importante instrumento terapêutico da Psiquiatria que segue sofrendo com inverdades e descrédito”. Os funcionários do Bairral parabenizam os médicos-residentes do segundo ano pela iniciativa, desejam-lhes boa sorte e que voltem com o prêmio para esta casa!

Médicos Residentes do Instituto Bairral

Médicos Residentes do Instituto Bairral

TV focaliza história de funcionária do Bairral

A funcionária Maria Helena Calixto faz parte da equipe do Serviço de Nutrição e Dietética (SND) do Instituto Bairral de Psiquiatria desde 1994. Começou trabalhando como auxiliar de cozinha e anos depois foi promovida a cozinheira.

No ano de 2007 o Bairral ofereceu o curso do EJA (Educação de Jovens e Adultos) para alfabetizar funcionários. Maria fez parte da turma e isso despertou-a para os estudos, pois, após concluir o ensino fundamental e médio, fez um curso técnico em informática e logo em seguida ingressou no ensino superior no curso de Gastronomia. Maria formou-se neste ano de 2015, alcançando o que considera uma grande vitória nos estudos e uma conquista pessoal e profissional de inestimável valor.

Tendo tomado conhecimento de sua história de vida, a rede TVB Record esteve no Instituto Bairral e fez com ela uma reportagem focalizando toda a sua trajetória desde os tempos do EJA e mostrando também os seus trabalhos em escultura de alimentos, arte em que se especializou e na qual realiza belas peças, feitas com muito carinho e capricho.

Abaixo Link da Reportagem da rede TVB Record

http://www.tvb.com.br/balancogeral/videos-exibe.asp?v=39973