Arquivo

Renovação de convênio

O Convênio de Assistência em Saúde Mental firmado em 2005 entre a Fundação Espírita Américo Bairral, mantenedora do Instituto Bairral de Psiquiatria, e a Prefeitura Municipal de Itapira por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, foi renovado por mais um ano. Através deste importante acordo, o Instituto Bairral de Psiquiatria presta atendimento ambulatorial em psiquiatria aos munícipes de Itapira, em local próprio localizado nas dependências do Instituto com acesso pela Rua Ezequiel Pereira. São cerca de 90 atendimentos semanais, por médico psiquiatra do corpo técnico do Bairral, com agendamento prévio e hora marcada. A qualidade técnica do atendimento e o respeito ao cidadão são marcas fundamentais deste importante serviço. Em 5 anos de funcionamento, o ambulatório de saúde mental do Instituto Bairral cadastrou cerca de 3000 pacientes. Trata-se de uma iniciativa inédita de natureza público-privado, que possibilitou que a demanda em saúde mental, obtivesse um acolhimento adequado, rápido e com expressiva resultabilidade.

ambulatorio-saude-mental

Fachada do Ambulatório de Saúde Mental

oficina-terapeutica-1

Oficina Terapêutica

oficina-terapeutica

Oficina Terapêutica

Bastidores S.N.D. (Setor de Nutrição e Dietética)

O setor de Nutrição e Dietética, coordenado pela nutricionista Carla Sartorelli desde 2005, fornece em média 3.500 refeições diárias, mostrando todo dinamismo do setor. São 5 refeições diárias: café da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e chá da noite.

Para tanto possuí uma equipe de 51 funcionários distribuídos em três turnos de trabalho. Na equipe contamos com auxiliares de cozinha, cozinheiros, padeiros, confeiteira, açougueiros, estoquista e nutricionista. Vale frisar que além dos cardápios oferecidos aos nossos pacientes, o Setor de Nutrição e Dietética também é responsável pelo almoço e jantar dos funcionários.

O Serviço de Nutrição e Dietética é centralizado, ou seja, toda a produção alimentar é feita em um único local, sendo que parte da produção é transportada em furgões equipados com recipientes térmicos especiais, garantindo assim uma segurança alimentar até o momento do consumo dos alimentos. Em cada setor de destino existe um balcão térmico para a distribuição dos mesmos. Temos três opções de cardápios produzidos diariamente. Além disso, elabora-se inúmeras dietas prescritas pela nutricionista clínica Ariane Armani. Entre elas a hipossódica, a pastosa, a hipolipídica e a líquida. O S.N.D. possui um Manual de Dietas, com definição de todos os protocolos para prescrição.

Para suprir toda essa produção, o setor conta com um aparato de equipamentos constituído por:

  • 11 caldeiras de vapor,
  • 02 fornos a lenha,
  • 01 forno a gás,
  • 03 fogões industriais,
  • 01 antecâmara,
  • 04 câmaras frias,
  • 02 batedeiras,
  • cilindros misturadores de massa,
  • máquina de lavar,
  • modeladora,
  • descascador de legumes,
  • estufa para manter a temperatura dos alimentos,
  • fritadeira,
  • entre outros.

Além dos cardápios, o S.N.D. produz ainda os mais variados pratos, desde os mais simples como os mais sofisticados, além dos bolos de aniversários, salgados de massa folhada e uma grande variedade de sorvetes e doces.

A qualidade e o equilíbrio das refeições são itens prioritários. Toda ação e rotina no referido setor é previsto no Manual de Boas Práticas em Nutrição, revisado anualmente, sempre buscando as novidades tecnológicas e os quesitos relacionados a qualidade e a segurança alimentar.

Além das refeições para os pacientes e funcionários do Hospital, o S.N.D. também é responsável pela confecção dos coffee-breaks dos diversos eventos, como simpósios, cursos de atualização in company, além dos almoços beneficentes realizados nas dependências do Hospital.

Pratos preparados pelo S.N.D

Pratos preparados pelo S.N.D

Pratos preparados pelo S.N.D

Prato preparado pelo S.N.D

Refeitório dos Funcionários

Refeitório dos Funcionários

Refeitório dos Funcionários

Refeitório dos Funcionários

Refeitório dos Funcionários

Refeitório dos Funcionários

Acordo de Cooperação Técnica

Desde de dezembro de 2008 o Instituto Bairral de Psiquiatria e a Universidade de Santo Amaro – UNISA, firmaram Acordo de Cooperação Técnica para Estágio em Psiquiatria, tendo como objetivo propiciar experiência acadêmico-profissional a alunos do segundo ano de residência em psiquiatria.

O referido acordo prevê a presença do residente em psiquiatria por 90 dias no Instituto. Neste período o residente cumpre grade de programação onde são contemplados, além do atendimento dos pacientes sob supervisão do corpo técnico do Bairral, a participação nas diversas unidades de internação do Instituto. Acompanha o dia-a-dia do psiquiatra e das equipes técnicas, vivenciando todos os procedimentos e ações junto aos pacientes, previstos nos programas terapêuticos dos vários perfis diagnósticos. Neste período, 11 residentes da UNISA já estiveram cumprindo o estágio em nossas dependências. Experiências como estas são importantes fontes de crescimento e aprimoramento para todos que dela participam.

Oficina de atualização para Enfermeiros

Em observação a Portaria nº 939 do Ministério do Trabalho, que contempla a NR 32, o Instituto Bairral realizou no dia 25/08/2010 uma oficina de atualização para os enfermeiros da instituição, com novos dispositivos de segurança para administração de medicamentos por via parenteral da empresa BD. A palestrante foi a Enfermeira Thaísa Souza Feliciano – Consultora Hospitalar.

Palestra: Prevenção de Recaída na Esquizofrenia

Sob o patrocínio do Laboratório AstraZenica, o CEPAB – Centro de Estudos Psiquiátricos “Américo Bairral” – promoveu palestra com o Prof. Dr. Jaime Hallak da FMRP-USP sobre o tema “ Como Eu Faço Prevenção de Recaída na Esquizofrenia”. Com a presença de mais de 50 profissionais do Instituto, o Dr. Jaime abordou a necessidade do tratamento precoce dos quadros esquizofrênicos no sentido de se obter diminuição dos déficits ocasionados pelo transtorno. Como meta, todo profissional deve trabalhar enfocando os seguintes aspectos:

  • controle sintomático
  • prevenção de recaída
  • adesão ao tratamento
  • qualidade de vida
  • segurança

Em relação a estes tópicos, foram discutidas diversas dificuldades que os profissionais enfrentam na busca da melhor abordagem do tratamento da esquizofrenia, tais como:

  • acesso a medicações de alto custo em doses efetivas no setor público;
  • adesão do paciente ao uso dos medicamentos por longos prazos;
  • a própria visão de muitos profissionais a respeito da esquizofrenia, visão esta restrita a impressão de que não resta muito a ser feito e que o desfecho do processo é sempre muito desfavorável.

Foi extremamente proveitoso o evento, tanto pelo conhecimento transmitido como pela forma didática e agradável como as informações foram passadas.

Página 118 de 120« First...102030...116117118119120