Arquivo

Posts Tagged ‘Estudos’

Eleita a nova diretoria do CEPAB

Uma nova diretoria do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab), uma das federadas paulistas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), foi eleita no dia 8 de dezembro para o biênio 2017/2019. Compõem a diretoria a Dra. Alessandra Diehl, que foi reeleita para o cargo de presidente, a Dra. Viviane Franco como vice-presidente, o Dr. Elias Ajub Neto como primeiro secretário, o Dr. Fernando Zezza como segundo secretário e a Dra. Francelma de Freitas como tesoureira. Participam ainda da nova diretoria os médicos Drs. Lucas Theodoro, Nelson Antônio Filho e Milan Patrício Mitrovich. Os dirigentes eleitos estão bastante animados e motivado para iniciar os trabalhos da sua gestão e prometem muitas novidades, sempre mantendo um conteúdo de encontros atualizados, baseados em evidência e próximos da clínica do dia-a-dia do médico psiquiatra.

Nova diretoria do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab).

Nova diretoria do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab).

O Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do Instituto Bairral reuniu-se com a Sociedade Psicanalítica de Pelotas

Dentro de uma perspectiva do mundo contemporâneo virtual, o Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do Instituto Bairral, apoiado pelo Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab), reuniu-se no dia 26 de outubro com a Sociedade Psicanalítica de Pelotas (SPpel) para uma discussão de caso clínico por meio de uma videoconferência. O médico-residente R2 Dr. Alexandre Tzermias preparou um caso estruturado de psicoterapia a fim de ser supervisionado pelo Dr. Hémerson Ari Mendes (psiquiatra e psicanalista, atual presidente da SPpel). Também participaram como mediadoras a psicóloga Marina Bittar Capatto (do setor Vivenda do Instituto Bairral) e a Dra. Alessandra Diehl (médica psiquiatra e preceptora da Residência Médica em Psiquiatria do hospital). Uma das temáticas centrais do caso discutido foi a vinculação do terapeuta e de seu paciente e as ressignificações que esta relação pode trazer no processo de saúde deste. Os presentes apreciaram muitíssimo essa atividade, pois puderam trocar saberes e, sobretudo, perceber que a psicanálise não é “uma viagem super-intelectualizada”, como muitos leigos acreditam que ela seja, e ainda, uma vertente distante da prática clínica diária da grande maioria das pessoas; ao contrário, que é possível aproximá-la do humano que existe em cada um de nós, principalmente nesta delicada e importante relação médico-paciente. O GEP/Cepab agradece ao Dr. Hémerson Ari Mendes pela generosidade e pela frutífera parceria que já se estabeleceu entre os dois centros colaboradores.

Dr. Hémerson Ari Mendes (psiquiatra e psicanalista, atual presidente da SPpel) em vídeo conferencia com o Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do Instituto Bairral.

Dr. Hémerson Ari Mendes (psiquiatra e psicanalista, atual presidente da SPpel) em vídeo conferencia com o Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do Instituto Bairral.

Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do Instituto Bairral, apoiado pelo Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab).

Grupo de Estudos Psicanalíticos (GEP) do Instituto Bairral, apoiado pelo Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab).

Psiquiatra do Instituto Bairral será uma das Palestrantes no 4.º Congresso Internacional Freemind

A médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, atual presidente do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab) e preceptora da residência médica em psiquiatria do Instituto Bairral, é uma das convidadas a participar como palestrante em painéis temáticos do 4.° Congresso Internacional Freemind, que acontecerá entre os dias 7 e 11 de dezembro de 2016, no Expo Dom Pedro, em Campinas (SP). O tema do evento será “Drogas: por um mundo melhor, vamos tocar neste assunto”. O objetivo é propor o envolvimento e a reflexão de toda sociedade para debater um tema difícil, porém de fundamental importância. Estão previstos nove cursos de capacitação internacional na área de prevenção e tratamento para a dependência química, além de várias palestras e diversos painéis temáticos. A Dra. Alessandra pretende abordar a interface da sexualidade com o uso de substâncias psicoativas. Ela também comentou que se trata de um evento imperdível para todos os profissionais da área e sobretudo para os pais e educadores que desejam saber mais sobre como fazer para evitar que esta terrível condição atinja suas famílias e suas escolas.

Para saber mais acesse o site: https://freemind.com.br/4o-congresso-internacional

Dra. Alessandra Diehl é uma das palestrantes do 4º Congresso Internacional Freemind.

Dra. Alessandra Diehl é uma das palestrantes do 4º Congresso Internacional Freemind.

Evento “A psiquiatria Forense na Prática Clínica” foi Sucesso de Público e de Conteúdo

Na manhã de 24 de setembro estiveram reunidas mais de 80 pessoas no Centro de Educação Continuada do Instituto Bairral de Psiquiatria para discutir algumas das aplicabilidades da psiquiatria forense no dia-a-dia dos profissionais de saúde e dos operadores do Direito. O objetivo foi atualizar os associados do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab) e outros presentes sobre o que vem a ser a psiquiatria forense, uma vez que muitos ainda desconhecem esta área de especialização, a qual lida com a interface entre lei e psiquiatria. Os psiquiatras forenses trabalham com tribunais, onde, a pedido da Justiça, avaliam a capacidade de pessoas para atos da vida civil e também a capacidade de serem responsabilizadas criminalmente. A psiquiatria forense atua nos casos em que existe qualquer dúvida sobre a integridade ou a saúde mental dos indivíduos, em qualquer área do Direito, buscando esclarecer à Justiça se há ou não a presença de um transtorno ou enfermidade mental e quais as implicações da existência ou não de um diagnóstico psiquiátrico, por exemplo.

Para esse encontro o Cepab convidou o Dr. Marcelo Ortiz de Souza, psiquiatra e Diretor Técnico do Instituto Bairral, que fez uma explanação sobre o tema “O estado da arte da psiquiatria forense do Brasil e no mundo”. Em sua fala mostrou a evolução histórica da psiquiatria no mundo e como a psiquiatria forense foi sendo construída dentro desse cenário, e chamou a atenção para o primeiro caso conhecido da história em que o judiciário francês solicitou a presença de um psiquiatra para opinar sobre um indivíduo que havia cometido um crime e avaliar o seu estado mental. Em seguida, o Dr. Rafael Lopes, que é psiquiatra com residência e título de especialista na área de psiquiatria forense, atual colaborador do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psiquiatria Forense e Psicologia Jurídica (Nufor) do Instituto de Psiquiatria (IPq) da Faculdade de Medicina da USP, e também médico do corpo clínico do Instituto Bairral, ministrou duas palestras; a primeira abordou “As internações involuntárias e compulsórias no Estado de São Paulo: lições aprendidas e boas práticas”, na qual discorreu, por meio de exemplos práticos, sobre a execução da Lei 10.216, do Estatuto do Idoso, do Estatuto da Criança e do Adolescente e da nova Lei de Drogas no Brasil; a segunda palestra versou sobre a avaliação da responsabilidade penal de indivíduos, também ilustrando com casos conhecidos da mídia nacional e internacional.

A diretoria do Cepab, uma das federadas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), agradece os participantes pela presença e principalmente os dois palestrantes, pela generosidade e disponibilidade em compartilhar seus saberes com todos os que estiveram presentes.

Dr. Marcelo Ortiz de Souza, psiquiatra e Diretor Técnico do Instituto Bairral.

Dr. Marcelo Ortiz de Souza, psiquiatra e Diretor Técnico do Instituto Bairral.

Dr. Rafael Lopes, que é psiquiatra com residência e título de especialista na área de psiquiatria forense, juntamente com Dr. Marcelo Ortiz Ortiz de Souza.

Dr. Rafael Lopes, que é psiquiatra com residência e título de especialista na área de psiquiatria forense, juntamente com Dr. Marcelo Ortiz de Souza.

A Psiquiatria e a Medicina do Trabalho

A interface entre a medicina do trabalho e a psiquiatria foi o tema de mais um encontro do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab), uma das federadas da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), que ocorreu no dia 28 de setembro. Desta feita, a diretoria do Cepab utilizou o recurso da videconferência como forma de aproximar pessoas e conhecimento. O palestrante convidado foi o Dr. Marcos Henrique Mendanha, de Goiânia (GO), médico do trabalho, professor, advogado e coordenador do Centro Brasileiro de Pós-Graduações (Cenbrap). Ele iniciou sua fala mostrando o panorama atual das doenças mentais que têm uma estreita relação com altos índices de causa de afastamento do trabalho e pedidos junto ao INSS, entre elas a depressão, o stress pós-traumático e a síndrome de burnout; nesse contexto de esgotamento fez uma breve apresentação da síndrome de Karoshi, que quer dizer “morte por excesso de trabalho”, expressão oriunda do idioma japonês e da cultura de um povo tradicionalmente bastante afeito ao trabalho. Além disso, mostrou profissões com maiores chances de adoecimento mental ocupacional, como algumas da área da saúde, da educação, de bancos e de telemarketing. Também detalhou conceitos e atualização sobre acidentes do trabalho, doenças ocupacionais, nexo causal entre os sintomas e a atividade laboral, legislação, readaptação e perícias trabalhistas. Os participantes interagiram com o palestrante e fizeram-lhe perguntas, esclarecendo dúvidas e compartilhando experiências. A médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, presidente do Cepab, agradeceu a generosidade do Dr. Marcos Mendanha, que se disponibilizou a colaborar conosco naquela data mesmo apesar de  se encontrar nas vésperas de seu casamento, que sabidamente é uma época de muitos preparativos, e desejou-lhe muitas alegrias e realizações na nova vida a dois.

Participantes da videoconferência do Cepab.

Participantes da videoconferência do Cepab.