Arquivo

Posts Tagged ‘psiquiatra’

Psiquiatra do Instituto Bairral lança 2ª edição de livro sobre sexualidade

No mês de fevereiro chegou às livrarias do Brasil a tão aguardada segunda edição do livro “Sexualidade: do Prazer ao Sofrer”, publicado pela Editora Gen, do Rio de Janeiro (RJ), e que contou entre as organizadoras com a Dra. Alessandra Diehl, médica psiquiatra e preceptora da residência médica em psiquiatria do Instituto Bairral.

De acordo com a Dra. Alessandra, “a primeira edição já tinha sido um sucesso, e o crescente e constante desejo e interesse em melhor compreender e manejar as diversas questões relacionadas à sexualidade e ao comportamento e atividade sexual fizeram com que surgisse esta segunda edição”. A atualização conta com 42 capítulos versando sobre os diversos aspectos da sexualidade: histórico, conceitual, biológico, biopsicossocial, ético-religioso, sociocultural, jurídico, o da saúde pública e o da educação em saúde sexual, revelando perspectivas e dilemas. Os novos capítulos inseridos na obra introduzem temas como a dimensão conceitual de saúde sexual, a ética e a sexualidade dentro de uma perspectiva de compreensão integral da sexualidade humana, os tratamentos farmacológicos para as disfunções sexuais masculinas e femininas, o poliamor, a sexualidade nos contos de fadas, entre tantos outros. Cada capítulo é iniciado com pontos-chaves que dão ao leitor um panorama dos principais assuntos abordados, e termina com um convite à reflexão. Para que este livro fosse escrito foram convidados profissionais e experts que atuam em áreas como educação, clínica, jurídica e pesquisa científica, ou seja, colaboradores de diversos setores dentro e fora do Brasil, com a intenção de elaborar uma obra abrangente em relação à sexualidade.

A Dra. Alessandra finaliza dizendo: “Tentamos apresentar este livro o mais atualizado e multifacetado possível, embora estejamos conscientes de que ainda há muito a se discutir, sendo o tema tão vasto e, fortuitamente, inesgotável.”

Livro “Sexualidade: do Prazer ao Sofrer”, do qual a médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, preceptora da residência médica do Instituto Bairral, é uma das co-autoras.

Livro “Sexualidade: do Prazer ao Sofrer”, do qual a médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, preceptora da residência médica do Instituto Bairral, é uma das co-autoras.

O uso de drogas e a adolescência

Os médicos-residentes do Instituto Bairral e a médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, preceptora da residência médica do hospital, participaram no dia 24 de novembro de um simpósio organizado pela Associação Brasileira de Estudos de Álcool e Outras Drogas (ABEAD) em parceria com a Universidade de Campinas (Unicamp). O tema discutido durante o evento foi “O uso de drogas e a adolescência”.  Falou-se bastante sobre vulnerabilidade, mas também sobre a adolescência como uma janela de oportunidades para intervenções e formações. Nesse dia produtivo os participantes atualizaram-se sobre a epidemiologia do consumo de substâncias entre adolescentes do Brasil, que mostra clara tendência de meninas adolescentes estarem usando álcool e drogas em padrões semelhantes aos dos meninos. Também aprofundaram conhecimentos sobre prevenção na escola, identificação precoce e rastreio, na Unidade Básica de Saúde, de alterações e quadros psicopatológicos na infância e na adolescência que predispõem a um maior risco de uso/experimentação/abuso, como o transtorno de conduta, depressão, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDHA) e consequente desenvolvimento de dependência nessa população. A mensagem clara do evento foi a de que nossos esforços devem se mobilizar no sentido de trabalhar na prevenção primária para evitar ou postergar a experimentação, visto que o consumo de drogas durante a adolescência pode trazer consequências bastante graves para a vida do jovem, que ainda está em processo de formação e, portanto, é mais vulnerável.

Médicos-residentes do Instituto Bairral juntamente com a Dra. Alessandra Diehl e o Dr. Ângelo Campana, atual presidente da ABEAD.

Médicos-residentes do Instituto Bairral juntamente com a Dra. Alessandra Diehl e o Dr. Ângelo Campana, atual presidente da ABEAD.

Psiquiatra do Instituto Bairral será uma das Palestrantes no 4.º Congresso Internacional Freemind

A médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, atual presidente do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab) e preceptora da residência médica em psiquiatria do Instituto Bairral, é uma das convidadas a participar como palestrante em painéis temáticos do 4.° Congresso Internacional Freemind, que acontecerá entre os dias 7 e 11 de dezembro de 2016, no Expo Dom Pedro, em Campinas (SP). O tema do evento será “Drogas: por um mundo melhor, vamos tocar neste assunto”. O objetivo é propor o envolvimento e a reflexão de toda sociedade para debater um tema difícil, porém de fundamental importância. Estão previstos nove cursos de capacitação internacional na área de prevenção e tratamento para a dependência química, além de várias palestras e diversos painéis temáticos. A Dra. Alessandra pretende abordar a interface da sexualidade com o uso de substâncias psicoativas. Ela também comentou que se trata de um evento imperdível para todos os profissionais da área e sobretudo para os pais e educadores que desejam saber mais sobre como fazer para evitar que esta terrível condição atinja suas famílias e suas escolas.

Para saber mais acesse o site: https://freemind.com.br/4o-congresso-internacional

Dra. Alessandra Diehl é uma das palestrantes do 4º Congresso Internacional Freemind.

Dra. Alessandra Diehl é uma das palestrantes do 4º Congresso Internacional Freemind.

Cine Psiquiatria discute o papel do psiquiatra em busca de sua própria realização

“Hector, a Procura da Felicidade” (2016) foi o filme escolhido pela Dra. Viviane Franco (médica psiquiatra, supervisora da residência médica em Psiquiatria do Instituto Bairral) para mediar uma discussão no projeto Cine Psiquiatria do mês de abril de 2016. No enredo, o psiquiatra Hector (Simon Pegg) está cansado de sua vida e dos problemas de seus pacientes. Ele, na verdade, se sente frustrado por não conseguir ajudá-los a encontrar a felicidade. Com o incentivo da esposa (Clara Rosamund Pike), ele faz uma viagem sozinho ao redor do mundo, em busca de novas experiências. Durante a viagem, ele questiona as pessoas sobre o que as faz feliz e se dá conta de que precisa questionar-se a si mesmo. Ao longo desse percurso, Hector vai conhecer variadíssimos tipos de pessoas e outras tantas formas de estar na vida. Mas é quando se vê em perigo que compreende o real valor da sua existência e que as coisas que o prendem à vida são, na verdade, tudo o que lhe faz falta para ser feliz.  O pano de fundo deste filme fez suscitar entre as presentes questões relevantes do próprio processo de formação do psiquiatra, de suas identificações e suas realizações pessoais enquanto pessoa e ser humano.

Dra. Viviane Franco, mediadora do Cine Psiquiatria mês de abril de 2016.

Dra. Viviane Franco, mediadora do Cine Psiquiatria mês de abril de 2016.