Arquivo

Arquivo da Categoria ‘Simpósio’

I Congresso Paulista de Dependência Química

O Centro de Convenções Rebouças, na capital paulista, sediou nos dias 21 e 22 de setembro o I Congresso Paulista de Dependência Química e o I Simpósio Paulista de Controle do Tabagismo, iniciativas do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod) e da Secretaria de Estado da Saúde, ambos os eventos como parte das comemorações e do lançamento do livro “Cratod 15 Anos, uma Proposta de Cuidado do Dependente Químico”.

O Instituto Bairral se fez presente com um expressivo número de profissionais de seu corpo técnico: médico psiquiatra Dr. Sérgio Augusto Monteiro dos Santos, psicólogas Camila Guimarães Mistro, Lígia Ehmke Passarella, Mariana Curi e Silmara Cristina Luciano, assistente social Wanessa Maria de Oliveira e terapeutas ocupacionais Aline Coraça Trevelin e Juliana Cristina dos Santos Ribeiro.

Os dois conclaves reuniram cerca de 800 pessoas entre estudantes, profissionais da área da saúde e membros do Poder Judiciário, além de docentes de diferentes instituições de ensino superior. O tema abordado foi “A Estruturação de uma linha de cuidados afinada aos anseios da contemporaneidade”.

As palestras reuniram especialistas que se dedicaram à discussão de uma linha de cuidados mais adequada às necessidades dos usuários de substâncias psicoativas, desde as ações de baixa exigência aos modelos estruturados de tratamento, as abordagens psicossociais em rede, seus avanços e a necessidade de aumentar o repertório e o caráter das ações preventivas. Permitiram também ao público presente refletir e articular-se para prosseguir em seus projetos ou para a criação de novos, destacando os modelos de tratamento do Programa Recomeço e Projeto Mãe da Luz.

Foram comentados alguns dados atualizados da mortalidade entre os usuários de substâncias e sobre a lei antifumo, que em 8 anos após sua implementação (período compreendido entre 1/6/2009 e 31/8/2017) alcançou efetividade de 99% em estabelecimentos que comercializam derivados do fumo. Ainda sobre o tabagismo verificou-se que 80% dos fumantes se iniciam no vício aos 19 anos de idade, geralmente associado à bebida alcoólica. O suicídio também foi um dos assuntos em destaque, sendo que 75% dos suicídios ocorrem em países de renda baixa ou média; na faixa etária de 15 a 29 anos encontra-se a segunda causa de morte no mundo; no Brasil é a terceira, após homicídios e acidentes de trânsito. As taxas globais diminuíram 31% entre 2000 e 2015, em virtude das estratégias de prevenção de cada país. Em relação ao Poder Judiciário, cabe mencionar que o Ministério Público intervém nos casos de extrema vulnerabilidade como crianças, adolescentes, situações de rua, abandono familiar, dependência química e retardo mental, havendo articulação da rede em casos individuais.

Em síntese, ficou claro que é papel do Governo do Estado garantir a promoção dos direitos humanos com a oferta de atendimento especializado ao dependente químico, sendo possível recuperar sua integridade, fortalecer seus laços familiares e trazê-lo de volta ao convívio e às atividades sociais.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Inovação nos debates do XXVIII Simpósio Bairral – “Entendendo o Universo da Infância e Adolescência”

O Simpósio Bairral, em sua 28ª edição, trouxe no dia 24/6 o entendimento do universo da infância e adolescência.

Foram 13 palestras e 3 plenárias de dúvidas que trataram especificamente do desenvolvimento humano do 0 aos 25 anos. No geral, 11 palestrantes, entre eles pedagogo, psicólogos, psiquiatras, fisioterapeuta, educador físico, assistente social e terapeuta ocupacional se revezaram nas explanações. Com formato dinâmico e inovador, as palestras foram divididas em três blocos, focalizando as faixas de 0 a 4 anos, 5 a 11 anos e 12 a 25 anos.

Temáticas de relevância como desenvolvimento, linguagem, atividade física, drogas, suicídio e sexualidade foram sistematicamente abordadas. As palestras tiveram duração média de 20 minutos, tornando mais atrativa esta edição do evento. Outra novidade foi a possibilidade de envio de perguntas via WhatsApp nas plenárias de dúvidas, permitindo ao público dirimir suas dúvidas e esclarecer os complexos aspectos das fases do desenvolvimento. Palestraram a médica psiquiatra e coordenadora técnica do Centro Integrado do Desenvolvimento da Infância e Adolescência do Bairral (CIDIA), Dra. Tais Moriyama, as neuropsicólogas Liege Felício Baungartner e Jéssica de Holanda, a enfermeira Danieli Bellini, a fisioterapeuta Cibele Faria, a educadora física Daniele Colosso, a terapeuta ocupacional Aymêe Fernandes, a psicóloga Fernanda Perin, os médicos psiquiatras Drs. Caio Cortes e Alessandra Diehl e o assistente social Maurício Landre. A produção, direção e condução das plenárias de dúvidas couberam ao consultor Ricardo Moriyama. O público presente foi de 405 pessoas, composto por profissionais de saúde, educadores, pais e estudantes.

No próximo dia 23/9 teremos a XXIX edição do Simpósio Bairral, trazendo a temática “Desvendando as fronteiras entre a psiquiatria e neurologia”, com ênfase especial nas epilepsias.

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

XXVIII Simpósio Bairral

Prêmio de mostra competitiva de vídeos no Congresso Brasileiro de Psiquiatria de 2016 é novamente do Bairral

Pelo segundo ano consecutivo os médicos-residentes de psiquiatria do Instituto Bairral do segundo ano de residência levaram o primeiro lugar na mostra competitiva de vídeos no XXXIV Congresso Brasileiro de Psiquiatria promovido pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) em São Paulo (SP), de 16 a 19 de novembro de 2016. O vídeo vencedor foi elaborado pelos R2 Drs. Maria Elisa Bezerra, Paulo Roberto Santana, Flávio Henrique de Simioni, Luana Martinez, Alfredo Piacentin e Leonardo Afonso dos Santos, sob o incentivo e supervisão da Dra. Alessandra Diehl (médica psiquiatra e preceptora da residência em psiquiatria do Instituto Bairral). Trata-se de um documentário de pouco menos de 20 minutos intitulado “Destinos Incertos”, no qual é retratada uma realidade nacional infelizmente bastante comum nos últimos 20 anos com o fechamento compulsório de leitos de hospitais psiquiátricos públicos no Brasil. O documentário faz um paralelo com a história da assistência psiquiátrica no mundo e em nosso país, assim como, de forma bastante didática, explicita o que a Lei 10.216 é de fato e o que ela não é na prática. Contribuíram com a participação de imagem no documentário o Dr. Agenor Pares de Lima, Diretor der Relações Externas do Instituto Bairral, que falou sobre a necessidade do trabalho em rede e na manutenção de bons leitos psiquiátricos, o Dr. Sérgio Tamai, sobre o efeito colateral do fechamento de leitos psiquiátricos, e o Dr. Rafael Lopes sobre a Lei 10.216 como um marco regulatório no cenário da psiquiatria. A comissão julgadora da mostra de vídeo do congresso destacou que o documentário vencedor poderia servir de modelo para as outras residências médicas do Brasil, uma vez que conseguiu, de forma bastante didática e resumida, retratar esse tema, que precisa chegar ao conhecimento de todos os médicos psiquiatras em formação do nosso país.

Dr. Marcelo Ortiz, Dra. Alessandra Diehl, Dr. Marcelo Adelino, Dr. Milan Mitrovich, Dr. Elton Rezende, Dr. Elias Ajub Neto, Dr. Lucas Passos Theodoro , Dr. Rafael Lopes, Dr. Oscar Rudge Taylor de Brito, Dr. Fernado Zezza, Dra. Mirelle Rezende entre os residentes do primeiro, segundo e terceiro ano no Bairral.

Dr. Marcelo Ortiz, Dra. Alessandra Diehl, Dr. Marcelo Adelino, Dr. Milan Mitrovich, Dr. Elton Rezende, Dr. Elias Ajub Neto, Dr. Lucas Passos Theodoro , Dr. Rafael Lopes, Dr. Oscar Rudge Taylor de Brito, Dr. Fernado Zezza, Dra. Mirelle Rezende entre os residentes do primeiro, segundo e terceiro ano no Bairral.

Dra. Alessandra Diehl ( preceptora da residência médica me psiquiatria do Bairral) e a Dra. Maria Elisa Bezerra ( Residente do segundo ano do Bairral) segurando o prêmio recebido.

Dra. Alessandra Diehl ( preceptora da residência médica me psiquiatria do Bairral) e a Dra. Maria Elisa Bezerra ( Residente do segundo ano do Bairral) segurando o prêmio recebido.

O uso de drogas e a adolescência

Os médicos-residentes do Instituto Bairral e a médica psiquiatra Dra. Alessandra Diehl, preceptora da residência médica do hospital, participaram no dia 24 de novembro de um simpósio organizado pela Associação Brasileira de Estudos de Álcool e Outras Drogas (ABEAD) em parceria com a Universidade de Campinas (Unicamp). O tema discutido durante o evento foi “O uso de drogas e a adolescência”.  Falou-se bastante sobre vulnerabilidade, mas também sobre a adolescência como uma janela de oportunidades para intervenções e formações. Nesse dia produtivo os participantes atualizaram-se sobre a epidemiologia do consumo de substâncias entre adolescentes do Brasil, que mostra clara tendência de meninas adolescentes estarem usando álcool e drogas em padrões semelhantes aos dos meninos. Também aprofundaram conhecimentos sobre prevenção na escola, identificação precoce e rastreio, na Unidade Básica de Saúde, de alterações e quadros psicopatológicos na infância e na adolescência que predispõem a um maior risco de uso/experimentação/abuso, como o transtorno de conduta, depressão, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDHA) e consequente desenvolvimento de dependência nessa população. A mensagem clara do evento foi a de que nossos esforços devem se mobilizar no sentido de trabalhar na prevenção primária para evitar ou postergar a experimentação, visto que o consumo de drogas durante a adolescência pode trazer consequências bastante graves para a vida do jovem, que ainda está em processo de formação e, portanto, é mais vulnerável.

Médicos-residentes do Instituto Bairral juntamente com a Dra. Alessandra Diehl e o Dr. Ângelo Campana, atual presidente da ABEAD.

Médicos-residentes do Instituto Bairral juntamente com a Dra. Alessandra Diehl e o Dr. Ângelo Campana, atual presidente da ABEAD.

O que é que eu vi no CBP ouro!

O XXXIV Congresso Brasileiro de Psiquiatria (CBP), que ocorreu entre os dias 16 a 19 de novembro em São Paulo (SP), no Expo Center Transamérica, foi organizado pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), a qual neste ano está orgulhosamente comemorando 50 anos de sua fundação. Os médicos psiquiatras do Instituto Bairral de Psiquiatria e do Centro de Estudos Psiquiátricos Américo Bairral (Cepab), uma das federadas paulistas da ABP, estiveram em sua maioria presentes neste ano. O congresso reuniu mais de 5 mil médicos de todo o Brasil e da América Latina, além de outros convidados internacionais de vários locais do mundo, e foi cognominado CBP Gold por sua importância e pelo seu caráter comemorativo.

Quando perguntado aos psiquiatras do Instituto Bairral o que eles viram de mais interessante neste evento, eles foram unânimes em dizer que foi dificil escolher apenas uma atividade científica para presenciar, uma vez que várias atividades igualmente de alto nível estavam ocorrendo simultaneamente. Seguem algumas impressões:

O Dr. Milan Mitrovich (psiquiatra e preceptor da residência médica do 2.° Andar da Seção Masculina – Prédio Central – do Bairral) fala que gostou das palestras sobre autismo e entusiasmou-se com o avanço das intervenções psicossociais nessa área.

A Dra. Alessandra Diehl (psiquiatra e preceptora do 4.° Andar da Seção Feminina) disse que o que mais gostou foi ter assistido à palestra do Dr. Benício Frey sobre os fármacos durante a gestação e puerpério, tendo feito o seguinte comentário: “Pude atualizar algumas evidências cinetíficas mais recentes sobre este delicado tema, e, sobretudo, a palestra me deu embasameto para mudar a minha prática com mais segurança.”

O Dr. Paulo Roberto Santana (médico-residente R2 do Bairral) conta que priorizou as palestras sobre políticas públicas em saúde mental. Ficou algo surpreso quando soube que o Ministério da Saúde, na sua area de atuação em saúde mental, encontra-se há mais de 6 meses sem um psiquiatra em sua Câmara Técnica. Ele acredita que a “propaganda antipsiquiatria” não seja apenas um fenômemo nacional, mas com dimensões semelhantes também em outros lugares do mundo, como apontado pela atual presidente da Associação Americana de Psiquaitria (APA), Dra. Maria Oquendo.

A Dra. Nathalia Saldanha (R1 do Bairral) menciona com alegria as palestras sobre cinema que assistiu, principalmente uma delas sobre “Medical Humanities”, na qual o palestrante falou sobre a vida, obra e sintomas de Vincent Van Gogh.

A Dra. Maria Elisa Bezerra (R2 do Bairral) comentou as atualizações no tocante ao transtorno afetivo bipolar. O Dr. Alfredo Piacentin (R2 do Bairral) gostou muito das palestras sobre o tratamento da insônia; a Dra. Érica Maia (R3 do Bairral) apreciou bastante os temas de psicoterapia; e a Dra. Luana Martinez (R2 do Bairral) esteve aproveitando as palestras sobre psicogeriatria.

Todos mencionaram que o CBP Gold vai deixar saudade. Até 2017!

Na foto: os psiquiatras Dra. Alessandra Diehl e Dr. Rafael Lopes e os residentes de psiquiatria Dr. Paulo Santana, Dra. Maria Elisa Bezerra, Dra. Nathalia Saldanha, Dra. Larissa Fusco, Dra. Luana Martinez, Dra. Erica Maia, Dr. Roger Lovera, Dr. Rafael Manrique, Dr. Iuri Barbieri e Dra. Nicole Nunes.

Na foto: os psiquiatras Dra. Alessandra Diehl e Dr. Rafael Lopes e os residentes de psiquiatria Dr. Paulo Santana, Dra. Maria Elisa Bezerra, Dra. Nathalia Saldanha, Dra. Larissa Fusco, Dra. Luana Martinez, Dra. Erica Maia, Dr. Roger Lovera, Dr. Rafael Manrique, Dr. Iuri Barbieri e Dra. Nicole Nunes.


Warning: implode(): Invalid arguments passed in /home/bairral/www/blog/wp-content/themes/ZenHealth/footer.php on line 1