Arquivo

Posts Tagged ‘dependencia quimica’

Bairral promove sua primeira reunião científica

Em 5 de fevereiro o Instituto Bairral promoveu sua primeira reunião científica entre os médicos psiquiatras e médicos-residentes do hospital. Essa atividade prevê encontros mensais para discussão de casos clínicos que trazem dúvidas diagnósticas ou na condução terapêutica, ou ainda casos que se destaquem pela raridade ou pelo caráter didático.

O primeiro encontro se propôs a discutir, na área de dependências químicas, a “hiperêmese canábica”. Trata-se de uma síndrome rara, que pode ser letal e cursa com episódios de vômitos intensos e cíclicos em pacientes com uso semanal ou diário de maconha.

Com ilustração de um caso clínico do setor Mirante, sob a supervisão do Dr. Elias Ajub Neto, as médicas-residentes Dras. Ana Laura Miranda, Júlia Grossi e Michele Scheeren apresentaram artigos que falam sobre o assunto e discutiram os possíveis mecanismos fisiopatológicos que explicam as características peculiares da síndrome, como a melhora dos vômitos com banhos quentes e com uso de creme de capsaicina, isto é, creme feito à base de pimenta.

A discussão foi enriquecida pelo médico psiquiatra Dr. Sérgio Gibelli Júnior, que há 25 anos estuda medicina canabinoide e hoje é diretor médico da Hemp Meds Brasil, laboratório pioneiro na importação de óleos à base de canabinoides para o país. Também abrilhantou a discussão o biotecnólogo Gabriel Barbosa, doutorando na Unicamp e estudioso do sistema endocanabinoide.

A atividade promoveu conhecimento e proporcionou contato dos médicos do Bairral com uma condição rara e prevenível, importante para a saúde pública, mas ainda muito pouco conhecida, cujo principal tratamento é a cessação completa do uso de maconha.

Dr. Elias, junto as Médicas Residentes, Dra. Michele, Dra. Júlia e Dra. Ana Laura.

Dr. Elias, junto as Médicas Residentes, Dra. Michele, Dra. Júlia e Dra. Ana Laura.

Bairral no V Seminário sobre Dependência Química e as Implicações à Saúde – Aracajú (SE)

Ocorreu nos dias 31 de agosto e 01 de setembro últimos,  o V Seminário Sobre Dependência Química e as Implicações á Saúde – Uma Abordagem Multidisciplinar, no auditório do Hospital São Lucas em Aracajú (SE).
A realização foi do Centro Terapêutico Recomeçar, especializado no tratamento da dependência química e que vem se destacando no segmento no nordeste com apoio do Instituto Bairral de Psiquiatria.
As boas vindas ao grande público presente foi dada pelo Diretor Geral do Recomeçar, Jorge Augusto Gomides, em seguida pelo Diretor Técnico da Instituição, o psicólogo Juliano Santos.
O Bairral esteve representado pelo Diretor Superintendente Nivaldo José Caliman que abordou o tema ” Dependência Química numa Rede Complexa de Atendimento” e pela Diretora Técnica Dra. Tais Silveira Moriyama que discorreu sobre ” O uso e a dependência de drogas em adolescentes”.
O evento contou ainda com renomados profissionais como Dr. Marcelo Ribeiro – CRATOD SP, Dr. Ricardo Valente – Febract Sul e Dra. Norma Alves Oliveira – ABP Sergipe, entre outros.
Foram cerca de 500 inscritos, entre profissionais, gestores de saúde, pacientes em recuperação e familiares.

Diretor Superintendente Nivaldo, durante abordagem sobre "Dependência Química numa Rede Complexa de Atendimento"

Diretor Superintendente Nivaldo, durante abordagem sobre “Dependência Química numa Rede Complexa de Atendimento”

Diretor Superintendente Nivaldo, durante participação no V Seminário Sobre Dependência Química e as Implicações á Saúde.

Diretor Superintendente Nivaldo, durante participação no V Seminário Sobre Dependência Química e as Implicações á Saúde.

Dra. Taís, durante palestra abordando " O uso e a dependência de drogas em adolescentes"

Dra. Taís, durante palestra abordando ” O uso e a dependência de drogas em adolescentes”

Diretora Técnica Dra. Tais Silveira Moriyama durante apresentação no evento.

Diretora Técnica Dra. Tais Silveira Moriyama durante apresentação no evento.

Comemorações de Final de Ano

Final de ano é sempre um período de muitas atividades comemorativas no Instituto Bairral de Psiquiatria. Nos setores destinados ao tratamento de dependência química do Prédio Central (serviço SUS), uma das unidades do hospital, não é diferente! Nos dias 9 e 16 de dezembro realizou-se a confraternização com famílias dos pacientes do Setor Masculino e Feminino para celebrar as datas festivas próprias da época.

O intuito é promover uma maior integração entre pacientes, equipes e familiares num ambiente de descontração, valorizando seus aspectos saudáveis e resgatando valores e sentimentos que esse período do ano desperta. É também um espaço de troca de informações sobre a evolução dos pacientes, bem como uma oportunidade de desfrutar o bem-estar de um momento em família.

Foram apresentados para as famílias uma peça teatral e um coral, para os quais os pacientes se prepararam durante semanas de ensaios com a equipe. Houve também a visita do Papai Noel, encenada por uma das pacientes, que se vestiu com a fantasia para distribuir balas aos convidados, criando instantes de grande magia e alegria para todos. Em seguida, foram servidos os comes e bebes em meio a muita descontração, troca de experiências entre as famílias e acolhimento pela equipe.

Os pacientes se envolveram com a programação durante todo o mês de dezembro, ajudando na sua elaboração com muito carinho e organização. Essas atitudes se refletem positivamente na evolução do tratamento e revelam a possibilidade de viver momentos felizes e muito prazerosos sem o consumo de álcool ou drogas.

Instituto Bairral é reconhecido pela FAPESP como Instituição de Pesquisa

É com muita alegria e satisfação que compartilhamos a informação de que a FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo aceitou o cadastro do Instituto Bairral como instituição de pesquisa na plataforma SAGe (“Sistema de Apoio à Gestão”). Agora, os pesquisadores de todo o Estado podem indicar o Bairral como instituição coordenadora ou participante em pesquisas financiadas pela FAPESP. Todos os pesquisadores do Bairral, em contrapartida, podem e devem tentar submeter seus projetos, bem como utilizar o nome de nossa instituição junto à FAPESP.

Essa foi mais uma iniciativa do Centro de Pesquisas Sinapse-Bairral, parceria realizada entre o Instituto Bairral e o Instituto Sinapse, coordenado pelo Prof. Dr. Acioly Luiz Tavares de Lacerda, o qual realiza e publica pesquisas acadêmicas exclusivas e em conjunto com diversas instituições renomadas: UNIFESP, USP, UNICAMP, dentre outras. Elabora desde revisões da literatura, relatos de casos até ensaios clínicos de ponta que estão na fronteira do conhecimento científico da atualidade nos mais variados temas da psiquiatria e neurociências: esquizofrenia, dependência química, depressão, Alzheimer. Atualmente possui 5 alunos de mestrado e conta com uma forte parceria junto à residência médica em psiquiatria do Instituto Bairral.

Conquistas como essa nos dão a certeza de que o Bairral, uma Instituição com 80 anos de tradição e pioneirismo, se consolida a cada dia como um complexo de excelência em saúde mental, onde a assistência, o ensino e a pesquisa científica caminham de mãos dadas rumo ao bem-estar mental, em concordância com as tendências mais modernas e atuais da Psiquiatria no mundo.

I Congresso Paulista de Dependência Química

O Centro de Convenções Rebouças, na capital paulista, sediou nos dias 21 e 22 de setembro o I Congresso Paulista de Dependência Química e o I Simpósio Paulista de Controle do Tabagismo, iniciativas do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas (Cratod) e da Secretaria de Estado da Saúde, ambos os eventos como parte das comemorações e do lançamento do livro “Cratod 15 Anos, uma Proposta de Cuidado do Dependente Químico”.

O Instituto Bairral se fez presente com um expressivo número de profissionais de seu corpo técnico: médico psiquiatra Dr. Sérgio Augusto Monteiro dos Santos, psicólogas Camila Guimarães Mistro, Lígia Ehmke Passarella, Mariana Curi e Silmara Cristina Luciano, assistente social Wanessa Maria de Oliveira e terapeutas ocupacionais Aline Coraça Trevelin e Juliana Cristina dos Santos Ribeiro.

Os dois conclaves reuniram cerca de 800 pessoas entre estudantes, profissionais da área da saúde e membros do Poder Judiciário, além de docentes de diferentes instituições de ensino superior. O tema abordado foi “A Estruturação de uma linha de cuidados afinada aos anseios da contemporaneidade”.

As palestras reuniram especialistas que se dedicaram à discussão de uma linha de cuidados mais adequada às necessidades dos usuários de substâncias psicoativas, desde as ações de baixa exigência aos modelos estruturados de tratamento, as abordagens psicossociais em rede, seus avanços e a necessidade de aumentar o repertório e o caráter das ações preventivas. Permitiram também ao público presente refletir e articular-se para prosseguir em seus projetos ou para a criação de novos, destacando os modelos de tratamento do Programa Recomeço e Projeto Mãe da Luz.

Foram comentados alguns dados atualizados da mortalidade entre os usuários de substâncias e sobre a lei antifumo, que em 8 anos após sua implementação (período compreendido entre 1/6/2009 e 31/8/2017) alcançou efetividade de 99% em estabelecimentos que comercializam derivados do fumo. Ainda sobre o tabagismo verificou-se que 80% dos fumantes se iniciam no vício aos 19 anos de idade, geralmente associado à bebida alcoólica. O suicídio também foi um dos assuntos em destaque, sendo que 75% dos suicídios ocorrem em países de renda baixa ou média; na faixa etária de 15 a 29 anos encontra-se a segunda causa de morte no mundo; no Brasil é a terceira, após homicídios e acidentes de trânsito. As taxas globais diminuíram 31% entre 2000 e 2015, em virtude das estratégias de prevenção de cada país. Em relação ao Poder Judiciário, cabe mencionar que o Ministério Público intervém nos casos de extrema vulnerabilidade como crianças, adolescentes, situações de rua, abandono familiar, dependência química e retardo mental, havendo articulação da rede em casos individuais.

Em síntese, ficou claro que é papel do Governo do Estado garantir a promoção dos direitos humanos com a oferta de atendimento especializado ao dependente químico, sendo possível recuperar sua integridade, fortalecer seus laços familiares e trazê-lo de volta ao convívio e às atividades sociais.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.

Profissionais do corpo técnico do Instituto Bairral no I Congresso Paulista de Dependência Química.